Entenda a Operação Skala, da Polícia Federal, que prendeu amigos de Temer
30/03/2018 - 6h14 em Politica

Operação foi deflagrada no âmbito do inquérito que apura se, em troca de propina, presidente beneficiou com decreto a empresa Rodrimar, do setor portuário.

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou à Polícia Federal fazer busca e apreensão de documentos, arquivos eletrônicos, objetos e valores em espécie em seis empresas do grupo Rodrimar, empresa com atividades no porto de Santos. A ação foi executada nesta quinta-feira (29), dentro da Operação Skala, da PF, que também incluiu prisões em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A ordem consta de mandado de busca e apreensão emitido no último dia 27 pelo ministro no âmbito do inquérito que investiga se o presidente Michel Temer, por meio de decreto, beneficiou empresas do setor portuário em troca de suposto recebimento de propina. Temer nega. Barroso é o relator do inquérito no STF.

De acordo com o texto do mandado, o objetivo foi coletar provas "referentes ao possível cometimento de crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa/organização criminosa e ilícitos a eles correlatos"

Fonte G 1 noticias 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!